Página Inicial > 1º ano do EM > 1º ano do EM – O processo de desnaturalização ou estranhamento da realidade

1º ano do EM – O processo de desnaturalização ou estranhamento da realidade

Olá pessoal,

A primeira pergunta que surge na disciplina de Sociologia para o 1º ano é: O que é a Sociologia? A sociologia é a ciência que estuda a sociedade os fenômenos sociais. Para entendermos melhor o que a Sociologia  vai se propor a ensinar, devemos olhar de forma mais ampla onde ela vai se enquandrar. O nome Sociologia não expressa a amplitude da disciplina no Ensino Médio, mas sim o nome Ciências Sociais, que abrange, além da Sociologia, a Antropologia e a Ciência Política.

A sociologia tem cerca de 2 séculos, idealizada por filósofos, como Augusto Comte, que queriam estruturar uma ciência que pudesse dar explicação sobre fenômenos que estes acreditavam não mais serem possíveis sere dados pela filosofia. Assim, ela vem se aperfeiçoando desde então, com nomes famosos como Émile Durkheim, Max Weber, Karl Marx, os famosos “Três Porquinhos”.

Este é um pequeno momento histórico da Sociologia no país:

  • A sociologia como disciplina surge no Brasil em 1925, introduzida na Reforma Rocha Vaz. Então, assim como disciplina do Ensino Secundário, ela também passa a ser cobrada nos vestibulares da época. Entretanto, Rui Barbosa defendia a colocação da disciplina desde 1882, quando já era muito relevante no ensino em países europeus;
  • Em 1942, Getúlio Vargas, na época ditador no país, torna a disciplina optativa. A disciplina se mantém no Curso Normal como Sociologia Geral e Sociologia da Educação;
  • No ano de 1971, na época da Ditadura, a disciplina, ainda optativa, era mal-vista por ser entendida como associada ao comunismo – a ideologia política a qual os militares afirmavam que deveriam impedir que se alastrasse no Brasil quando tomaram o poder em 1964.

Nas ultimas 3 décadas, com o enfraquecimento da ditadura, os sociológos se voltaram para a necessidade de novamente implementar este campo do conhecimento na educação dos jovens no país. Entretanto, houve um impasse de todas as maneiras. Assim, desde a implementação da lei que inseria novamente a sociologia no Ensino Médio até a sua implementação no estado de São Paulo, foram 5 anos. Assim, o ano de 2010 é o segundo ano onde a sociologia se mostra como uma nova ferramenta na formação intelectual, politica e social dos jovens paulistas.

Um aspecto interessante, e possivelmente o mais importante desta disciplina, é a ferramenta de trabalho dos cientistas sociais: o olhar desnaturalizado em detrimento do senso comum. Muitas das idéias que se difundem do nosso dia-a-dia são condicionadas com idéias absurdas que não ajudam a entender fenômenos e nem problemas sociais/políticos/culturais. Assim, quando olhamos para uma determinada situação sob uma ótica crítica, possibilitamos entender suas nuances e mudarmos caso esta se mostre perniciosa.

Imediatismo do olhar

Para todas as coisas que temos contato, desde as mais comuns quanto as mais imprevisíveis, tentamos encontrar uma explicação. Assim, baseados no cabedal que acuulamos durante a vida, damos respostas as nossas indagações. Existe algum problema nisso? Depende. Na maioria dos casos, sim. Aquilo que chamamos de olhar científico possibilita uma nova ferramenta para se avaliar todas as coisas que nos rodeiam, mesmo sabendo que todos nós, sem exceção, estamos carregados de senso comum. Essa ferramenta tem uma base puramente racional, e, como tal, procura se distanciar ao máximo de todas as possíveis idéias preconcebidas de quem está trabalhando com ela. É um trabalho moroso, mas recompesador, uma vez que possibilita, dentre outras coisas, derrubar dogmas e preconceitos nocivos.

Quando os portugueses chegaram ao Brasil em 1500, não entendiam quam eram aqueles serem nus, sem maldade no olhar, nem as árvores, os frutos, os animais. Assim, nas primeiras cartas, os navegantes tentavam explicar toda a riqueza da “Terra de Santa Cruz”: O que era uma manga, jabuticaba ou babaçu? Como descrever algo que além-mar ninguém nunca viu. Tentaram resolver esse problema comparando com aquilo que já haviam visto, seja com animais, com plantas. Neste mesmo caso, animais fantásticos, como o unicórnio, pode ter sido apenas um erro e ignorância: Alguns creem que pode ter sido apenas um cervo com alguma alteração genética. E como “quem conta um conto, aumenta um ponto”, todas as características místicas podem ter surgido através de boatos.

Tudo isso está respaldado naquele tal cabedal, o qual chamados de senso comum. As bases do senso comum seriam:

Imediatismo: o senso comum se caracteriza muitas vezes por ser simplista, ou seja, muitas vezes não e fruto de uma reflexão mais cuidadosa. Não se preocupa em definir nada muito bem, não tem, portanto, preocupação com a terminologia (ou seja, o significado das palavras) que emprega.

Superficialidade: a superficialidade dessa forma de conhecimento está relacionada com o fato de que ele se conforma com a aparência, “com aquilo que se pode comprovar simplesmente estando junto das coisas: ‘porque vi’, ‘porque senti’, ‘porque disseram’, ‘porque todo mundo diz’.” (ANDER-EGG apud MARCONI e LAKATOS, 2003, p. 77)

Acriticidade: outra característica é o fato do senso comum ser, muitas vezes, uma forma de conhecimento que não aprofunda sobre que se vê, não avaliando, criticando ou questionando o que é dito.

Sentimentalismo: muitas vezes nossa visão da realidade é excessivamente marcada pelas nossas emoções normalmente tiram a objetividade da pessoa, pois são pessoais e não estão baseadas na razão. Elas podem fazer com que ajamos de forma irracional.

Preconceito: o senso comum é muitas vezes repleto de preconceitos. O preconceito é atitude de achar que já sabe, sem conhecer algo de verdade, pois usa explicações prontas que estão repletas de juízos de valor. Portanto, a atitude preconceituosa com relação à realidade e a tudo o que a cerca é aquela da pessoa que julga sem conhecer, com base no que acredita que é ou no que deva ser.

Esta suástica acima foi usada para trabalhar a idéia de senso comum com algumas turmas, até que uma colega do 1º J do EE Gal. Porphyrio da Paz citou esta tatuagem do Marcelo Dourado. Ela já fomentou algumas discussões até mesmo dentro os judeus, um caso muito estranho e que possivelmente está carregado de sentimentos destes mesmo judeus.

Para os pesquisadores de simbolos, tudo isso ficou bem claro: existem suásticas e suásticas. Mas e para as outras pessoas que nunca tiveram acesso a estes resultados. Espero que vocês possam aproveitar esse conhecimento.

Pergunta:

Se o olhar científico utilizado na sociologia é tão positivo para se analisar a realidade, por que a sociologia, no período da ditadura, foi considerado subversivo (e, por isso, crime)? (Resposta vai valer 0,2)

Respondam até o dia 06/03/2010, às 22:00.

About these ads
Categorias1º ano do EM Tags:
  1. Monic
    25 de fevereiro de 2010 às 13:44

    Profº , cadê a pergunta que o senhor disse que ia estar aqui ???

    • 25 de fevereiro de 2010 às 14:08

      Pretendo atualizar o blog (textos e perguntas) no sábado.

  2. 26 de fevereiro de 2010 às 13:42

    EU ACHEI MUITO LEGAL ESSE BLOG PORQUE ALÉM DAS AULAS NA SALA TEMOS OUTRAS MANEIRAS DE ESTUDAR MAIS.

    • 26 de fevereiro de 2010 às 14:24

      Oi Tayna. Esse é um dos pontos fundamentais do site: Ampliar as possibilidades de transmitir informação e conhecimento para vocês. A internet, apesar de ser vista como espaço de socialização e de divertimento, surgiu como plataforma de troca de informações militares, depois, de conhecimentos científicos. Reduzir suas possibilidades é destruí-la como fonte de conhecimento e desenvolvimento intelectual pessoal.

  3. THiagO CHaVeS
    27 de fevereiro de 2010 às 0:11

    Oi professor Leandro,estou adorando muito sua aula, não so porque ela é um novo tipo de aprendizado mais sim porque aprendemos muito sobre essa nova matéria, e graças a sua facilidade de interagir com os alunos concerteza aprendemos muito mais! Valeu professor..E mais uma coisinha pode ver que não tem nenhum erro de português!

    • 27 de fevereiro de 2010 às 14:19

      Fico muito feliz que você tenha gostado, assim como espero que muitos outros, inclusive eu, possam utilizar esse blog como uma acesso a inúmeros outros sites. Assim, podemos aumentar nosso cabedal para a vida em todas as suas facetas.
      Pra além do blog, espero que vc se atenha às palavras que eu coloquei em negrito em sua mensagem. Gotcha! :P

  4. Monic
    28 de fevereiro de 2010 às 19:52

    Oi Profº, me passa o seu e-mail do qual eu tenho que mandar a Resposta !
    Brigado !

  5. Monic
    28 de fevereiro de 2010 às 19:55

    Profº , nao precisa mais nao , ja axei ! brigado !

  6. 2 de março de 2010 às 0:03

    gostei desse site profº Leandro,legal

  7. 2 de março de 2010 às 0:11

    o profº pode responder a pergunta por aqui mesmo

  8. Thainá Ramos
    5 de março de 2010 às 18:01

    Gostei do site, pois é melhor de entender a matéria, a sociologia é uma matéria um pouco confusa e quando tem imagens e videos ajuda a entender melhor! Claro que essa é minha opnião! Obrigada

  9. BEATRIZ DIAS ALVES
    6 de março de 2010 às 10:05

    PROFESSOR,ONDE VOU PARA RESPONDER A PERGUNA????

  10. BEATRIZ DIAS ALVES
    6 de março de 2010 às 10:06

    SOUA BEATRIZ DO PRIMEIRO B

  11. 16 de março de 2010 às 13:05

    Prof° se paasar do diia não vai maais poder rerponder?

    • 16 de março de 2010 às 13:21

      A data e hora limite servem para colocar um prazo máximo. Em todo caso, esse prazo é de 7 dias, tempo mais do que suficiente para responder uma questão.

  12. Tayna C. Silveira
    17 de março de 2010 às 18:11

    professor essas são as coisas que vão cai na prova ne
    TAYNA C. SERIE 1A MASCARENHAS

  13. Rafaela
    3 de novembro de 2011 às 20:38

    Ola,tudo bem?Gostei muito do site,pois vou fazer uma prova de sociologia e nao sabia nem por onde comecar,kkkk
    Mim ajudou bastante,mas ainda preciso de alguns assuntos!

    • 4 de novembro de 2011 às 9:10

      Olá. Você quer dizer quais são os outros assuntos?

  14. Ana Flávia
    25 de fevereiro de 2012 às 14:52

    a pesquisa que eu tenho que fazer é sobre o processo de desnaturalização ou estranho da realidade,ai apareçeu esse texto,ele todo tem a ver com a pesquisa? obrigada Ana Flávia

  15. Ana Flávia
    25 de fevereiro de 2012 às 15:07

    eu estou fazendo uma pesquisa sobre o processo de desnaturalização ou estranho da realidade,e eu gostaria de saber se essa pagina ja é o suficiente para minha pesquisa :http://sociologados.wordpress.com/2010/02/20/1%C2%BA-do-em-o-processo-de-desnaturalizacao-ou-estranhamento-da-realidade/#comment-90
    OBRIGADA

    • 26 de fevereiro de 2012 às 19:12

      Olá. Isso vai depender do que o professor realmente pediu. Esse texto está em sintonia com aquilo que foi proposto no caderno do aluno da secretaria de educação do estado de SP. Não imagino que um professor tenha pedido um trabalho com esse tema porque é muito específico, pois é o título da proposta de atividade. Reveja a proposta do professor e verifique o que ele realmente pediu.

  16. vitor
    12 de março de 2013 às 12:10

    n deu pra entender nada n explico nada sobre oque e estranhamento!

    • 13 de março de 2013 às 3:21

      Procure no google “olhar de estranhamento”. Se você procurar só estranhamento, achará sobre o conceito de estranhamento na arte.

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: